Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Morangos com Açúcar Vive o Teu Verão

Morangos com Açúcar Vive o Teu Verão - MCA8

Morangos com Açúcar Vive o Teu Verão - MCA8

Morangos com Açúcar Vive o Teu Verão

21
Jul10

O Beijo Gay entre o Nuno e o Fábio já não vai passar nos Morangos com Açúcar

me

Segundo o Jornal de Notícias de ontem a TVI cortou o beijo gay!

Nuno e Fábio


O Jornal avança que a direcção da TVI decidiu não emitir as cenas de troca de afectos, que incluíam beijos, entre Fábio (Miguel Santiago, que grande actor) e Nuno (Carlos Malvarez), as duas personagens homossexuais da série de Verão de "Morangos com Açúcar".

Segundo o Jornal de Notícias a decisão partiu do actual director de programas da TVI, André Cerqueira, e que foi transmitida à produtora Plural ainda na fase de montagem daquela série, líder de audiências nos espectadores com idades compreendidas não só entre os 4 e os 14 anos, como dos 15 aos 24.

As Reacções ao Beijo Gay que não vai passar nos Morangos com açúcar

Plataforma Resistência Nacional (RN), os mesmos que se opõem à educação sexual nas escolas aplaudem

"Não sou apreciador do produto mas encaro com muito agrado o facto de a TVI ter a noção da realidade", reage Artur Guimarães, líder da RN. E frisa: "As questões da homossexualidade, da promiscuidade ou da prostituição não têm que ser colocadas na praça pública com este mediatismo".

Paulo Corte-Real, da Ilga Portugal, que há um mês realçou a importância deste casal para que os jovens LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgéneros) pudessem ter modelos televisivos identitários, não esconde a estupefacção com o rumo dado às cenas: "é incompreensível que se tome uma decisão destas, discriminatória e de ocultação da realidade".

"Sendo uma série juvenil porque não segue o exemplo de outras com grandes audiências, e onde não faltam lésbicas e gays?", questiona o activista.

Já para a socióloga Ana Cristina Santos, especialista em Estudos de Género, a decisão de Cerqueira "é uma reviravolta na conquista da visibilidade dos afectos".

"Investigações nesta área têm vindo a provar o quão gravosas são estas decisões, principalmente para um público mais jovem. Junto dos jovens homossexuais a taxa de suicídio é três a cinco vezes maior, devido à falta de modelos positivos", explica a investigadora portuguesa do Birkbeck Institute for Social Research, da Universidade de Londres.

"Não deixo de aplaudir o acto criativo dos autores da série. Mas isto abre um precedente, que não era nada expectável, em pleno 2010, ao permitir que uma área conservadora da sociedade boicote a visibilidade das minorias", sublinha.

 

 

Fonte Jornal de Notícias online

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2010
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D